A MAIS RECENTE AQUISIÇÃO

30 03 2009

Descobri recentemente o quão útil e prático se torna ter uns Hi Hats (pratos de choque) livres do lado direito do kit de bateria. Desde então não mais prescindi deles, usando uns MEINL rakes velhotes que tenho para estudo em casa.

Adquiri então esta preciosidade: uns SABIAN (claro) AAX fast hats de 13″. Ei-los:

aax





NOVO DESAFIO

20 08 2008

Hoje mesmo, dia 19 de Agosto de 2008, fui convidado para integrar o grupo «SABOR A SALSA» cujo mentor é o meu amigo Adelino Soares e a produção está a cargo do meu também amigo João Carvalho.

Claro que um baterista de «peso» como eu, com rock nas veias, sem grandes técnicas «jazzísticas» ou «salsísticas», fiquei honrado com o convite, mas ao memso tempo muito renitente, pois não me sinto muito capacitado para estas ondas latinas. Mas com a força do Pedro Lemos (meu baixista em todos os projectos e e neste também) e do Lino, lá aceitei o desafio. Estou a tremer como varas verdes, mas não há-de ser nada! O pior que me pode acontecer é ser despedido por manifesta incompetência musical!!!

Sou amigo e conhecido de quase toda a banda, é tudo malta cool, daí ter avançado. Agora são os ensaios exaustivos, pois já há concertos dias 27/8 e 3/9 nas Caldas da Felgueira.

Tamos aí!!!





HK? CRIA FAMA E DEITA-TE A DORMIR!

15 06 2008

Há uns tempos coloquei aqui um post, dizendo que finalmente tinha uns graves à altura, depois de ter despachado os fraquíssimos YAMAHA MSR800 activos. Referia-me aos HK PR:018 passivos que tinha acabado de adquirir. No início pareceram-me, de facto, bonzinhos, mas após meia dúzia de concertos, a minha opinião tinha mudado, pois cada vez que lhe dava um bocadito mais de bombo, eles borravam-se logo; ou seja, os 500 W RMS anunciados, mal davam 200.

Contudo estava longe de imagnar o que iria acontecer; adquiri, entretanto, os tops da mesma família HK PR:012 e ao ligá-los aos gaves, alimentados pelo NORTON N1500, reparei que os graves pura e simplesmente nao tocavam. Perante o estranho facto e depois de verificar todas as possibilidades, chamei um técnico que com um multímetro verificou que os graves não davam sinal de si; ou seja, estavam queimados.

Mesmo sabendo que poderia perder a garantia, arrisquei e abri a caixa, sacando o  altifalante; foi então que a minha alma estarreceu. O altifalante (os dois), para além de queimado, estava completamente cortado, parecia que alguém o tinha cortado com um x-acto, de tão certo que era o golpe no cartão em todo seu perímetro.

Conclusão: uma bela coluna muito bem acabada por fora, com o logótipo da «grandiosa» HK afinal, por dentro, não passa de uma vulgar caixa de madeira com um altifalante miserável da EMINENCE. Como é possível não aguentar com um power amp de 2X750, quando no manual diz que se podem alimentar com amps até 1200W por canal.

É esta a qualidade deste produto da HK. Liguei para a Musifex de onde me disseram que para além perder a garantia por ter aberto a coluna, por certo não ma dariam por ter sido demasiada potência a rebentar os woofers. Da importadora ALRICA nem um sinal; ignoraram os meus mails e ligando para lá disseram que não estava ninguém do audio e depois me ligariam! Até hoje…

Não me importo de não ter garantia, pois ainda que ma dessem na totalidade, substituiriam o altifalante por um igual, e isto com 4 ou 5 meses de processo, segundo consta por quem conhece a assistência HK. E claro que jamais aceitaria, mesmo que novo, um altifalante tão reles;

Preferi então engolir o sapo e ter um PA decente com altifalantes decentes, tendo já encomendado um par woofers EIGHTEEN SOUND LW1400, que depois de muita investigação concluí que são dos melhores do mercado e a um preço razoável. Podem vê-los aqui.

Para que conste, quero aqui denunciar publicamente a fraquíssima qualidade destas colunas HK, que ostentam esta famosa insígnia para disfarçar um equipamento muito fraquinho. Eu que o diga…

Paulo Carvalho





FAÇA-SE JUSTIÇA

8 03 2008

Eu pecador, me confesso!…

Quero aqui retratar-me solenemente para um vergonhoso lapso da minha parte. Foi preciso convidar o meu querido e ilustre primo e muito amigo ARTUR JORGE CARVALHO, também ele um bloguista militante, partilhando comigo quase todos os meus gostos e hobbies, para visitar este meu espaço, para ele próprio se deparar com uma falha monumental da minha parte. Reparou que na minha biografia, no inicio da minha vida de músico, ao falar do TREVO 4, o meu primeiro conjunto, não consta absolutamente nada acerca DELE PRÓPRIO, quando ele foi de facto a alma, a voz, a guitarra, a maior força do grupo no seu início.

Meu caríssimo Artur Jorge: o meu espaço vale o que vale, é apenas a história de um ilustre anónimo; no entanto quero aqui pedir-te solenemente desculpas pelo lapso mas há uma coisa que me deixa absolutamente descansado: se as citações no meu blog fossem por ordem de amizade, respeito e admiração, sabes perfeitamente que estarias bem, bem no início…

Aliás, também ignorei o Luis Viegas e o Caneca que te substituiram; a eles peço desculpa também!

Apesar da tua curta passagem por estas lides das bandas, é mais do que justo repor a história completa e presto-te aqui a minha sentidíssima homenagem.

A minha biografia está, agora sim, bem contada!

Um abraço especial!

Paulo Carvalho





MISSOM CUMPRIDA!!!

10 11 2007

Depois de no post anterior me ter referido à excelência das baquelas MISSOM made in Portugal, ontem, dia 9 de Novembro, a convite do Miguel Ralha, gerente da empresa, tive o grato prazer de visitar as instalações da MISSOM no Porto. Trata-se do mais puro exemplo de como um gosto pela arte de trabalhar madeira e pelo artesanato se pode transformar numa empresa de sucesso. Não mais que uma pequena oficina, a MISSOM, produz, no entanto, produtos específicos a pedido de grandes nomes da bateria e percussão (clássica incluida). O que mais me impresionou é a quantidade de novas ideias que eles põem em prática, produzindo instrumentos fantásticos. Só a título de exemplo, 3 caixas em forma de prismas exagonais produzem um som absolutamente equiparado às melhores congas que já ouvi, tendo para além de outras vantagens, a de não desafinarem porque não têm pele… é tudo madeira! Mas muitos outros produtos espectaculares são ali concebidos, desde espanta espíritos que qualquer decorador gostaria de ver numa sala doméstica, até caixas específicas de percussão latino americana! Quanto às baquetas, há-as para todos os gostos e feitios, aliás, se um baterista tiver um gosto específico ou uma vontade estranha… ELES PRODUZEM! Enfim, para já, pouca quantidade mas elevadíssima qualidade; é arte e qualidade ao serviço do músico.

Foi uma bela manhã na companhia daqueles profissionais; no final, com alguns pares de CLASSIC 7A (as minhas eternas favoritas) patrocinadas e a promessa que dificilmente trocarei de baquetas enquanto a MISSOM assim produzir, lá me vim embora todo satisfeito.

Portanto amigos, quando na pele da frente do bombo dos meus drumset’s virem um logo verde a dizer MISSOM, já sabem; é uma marca bem tuga que produz instrumentos de notável qualidade e perfeição, nomeadamente baquetas para bateria.

Muito obrigado Miguel e Paulo pelos momentos que me proporcionaram. Até um dia destes…

vejam mais em http://www.missom.com

Paulo Carvalho

as fotos:

missom-7.jpgmissom-2.jpgmissom.jpgmissom-5.jpg





BAQUETAS MADE IN PORTUGAL

27 10 2007

É uma felicidade para mim ver uma empresa portuguesa enveredar por caminhos de produção de instrumentos e acessórios de percussão com a excelência com que a MISSOM o faz!

Digo excelência, pois comprei, na Loja MUSIFESTA de Tondela, um par de MISSOM classic 7A (meio receoso) e posso dizer-vos que foram as melhores baquetas que as minhas mãos já manejaram! E olhem que já andei por Vic Firth, Pro mark, agner, vater e outras…

As MISSOM classic 7A são como eu gosto: suficientemente leves, duras, resistentes e com um excelente toque. O que mais impressiona é que já estão completamente escavacadas dos aros ao fim de muitas horas, mas o botão mantem-se intacto, o que é notável.

Espero que estes senhores, continuem o seu trabalho fantástico e só tenho pena de não ser um grande e conhecido baterista para ter um endorserzito deles.

Eis as ditas:

missom.jpgmissom.jpg





DUAS BELÍSSIMAS AQUISIÇÕES

27 10 2007

Eis as minhas últimas compras! Agora posso dizer que tenho um set se pratos completo.

ozone.jpg

splash.jpg